Clube Nora Roberts

Por favor Entre ou registe-se.

Autor Tópico: Maeve Binchy  (Lida 8278 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline sonia189

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 13.094
  • Book addict
    • Ver Perfil
    • Blog
Re: Maeve Binchy
« Responder #60 em: Abril 01, 2013, 15:42:12 pm »
Parece giro....tenho um da autora por ler há séculos....
****
** Sónia **

"You say the nicest things" Butch in LR
"Say the word, Qhuinn..." B to Q in LM

"You can get addicted to a certain kind of sadness" by Gotye

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.990
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Maeve Binchy
« Responder #61 em: Julho 12, 2017, 08:42:20 am »
Acabei de ler Cuidar de Frankie.

Gostei muito, foi uma leitura deliciosa!
Adorei como Noel combateu o alcoolismo para se dedicar a cuidar da pequenina Frankie. Aliás, como toda agente - amigos, vizinhos e familiares - se dedicaram a ajudar Noel a cuidar de Frankie. Irritei-me tanto com Moira e aquela mania de levantar obstáculos a Noel por achar que não era adequado que Frankie estivesse com ele e estava melhor com uma família adotiva.
Todos os personagens foram uma ternura, gostei muito de ler sobre todos.

Spoiler (click to show/hide)


You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline isa_correia

  • Global Moderator
  • Bibliófilo
  • *****
  • Mensagens: 12.729
    • Ver Perfil
Re: Maeve Binchy
« Responder #62 em: Julho 17, 2017, 19:32:09 pm »
Depois da tua opinião fiquei super curiosa!
Até porque á uns anos li um livro desta autora e gostei muito!!!
A ler em breve
Jinhos e boas leituras
Isa

"A solidão não existe para o intelectual, para o homem que pensa e lê. Todos podem temê-la, menos ele o homem habituado a encontrar dentro de si o mundo."

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.990
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Maeve Binchy
« Responder #63 em: Julho 18, 2017, 17:29:53 pm »
Depois da tua opinião fiquei super curiosa!
Até porque á uns anos li um livro desta autora e gostei muito!!!
A ler em breve


Sim, deves mesmo ler naquelas alturas que precisas de uma coisa leve.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline isa_correia

  • Global Moderator
  • Bibliófilo
  • *****
  • Mensagens: 12.729
    • Ver Perfil
Re: Maeve Binchy
« Responder #64 em: Julho 25, 2017, 11:42:11 am »
Depois da tua opinião fiquei super curiosa!
Até porque á uns anos li um livro desta autora e gostei muito!!!
A ler em breve


Sim, deves mesmo ler naquelas alturas que precisas de uma coisa leve.

Então é agora  ;)
Jinhos e boas leituras
Isa

"A solidão não existe para o intelectual, para o homem que pensa e lê. Todos podem temê-la, menos ele o homem habituado a encontrar dentro de si o mundo."

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.990
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Maeve Binchy
« Responder #65 em: Julho 25, 2017, 13:25:11 pm »
Depois da tua opinião fiquei super curiosa!
Até porque á uns anos li um livro desta autora e gostei muito!!!
A ler em breve


Sim, deves mesmo ler naquelas alturas que precisas de uma coisa leve.

Então é agora  ;)


Boa! Vai comentando. Espero mesmo que gostes.  ;) :)
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.990
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Maeve Binchy
« Responder #66 em: Março 22, 2018, 08:45:24 am »
Li Uma Casa na Irlanda.

A primeira coisa que digo quando termino um livro excecionalmente longo é: Finalmente! Por melhor que seja, tantas páginas acabam por cansar e fartar um pouco, ainda mais quando os acontecimentos são parcos em excitação como acontece com este "Uma Casa na Irlanda" onde se assiste mais ao dia a dia de uma dona de casa, os problemas domésticos, com filhos, com marido, com uma casa grande, etc...

A sinopse fala apenas numa troca de casas entre 2 pessoas, uma irlandesa e uma americana e, com essa ideia em mente, até estava ansiosa por ler, acho que é uma ideia bastante interessante, ainda mais porque vi o filme "O Amor Não Tira Férias" que me encantou e em que ocorre também uma troca de casas.

"Uma Casa na Irlanda" é um livro longo e a edição que li, do Círculo de Leitores, tem a letra muito pequenina; só mais ou menos a meio do livro é que se fala na tal troca de casas; até lá é uma descrição da vida de Ria, com um resumo rápido, felizmente, da sua juventude e depois é que começa o enredo desde que conhece Danny, levando ao seu casamento e compra da casa de Tara Road. São anos e anos que se passam e, apesar de se ler bem, fica a questão: "para que serve isto?"

Após a troca de casas propriamente dita, esperava que a leitura ganhasse um novo fôlego; apesar de ter havido momentos bons, também houve outros em que fiquei profundamente dececionada com os personagens e daí que estava ansiosa por acabar este livro.

Não é que não valha a pena, mas se alguém parte para a leitura à espera de grandes momentos devido à troca de casas, é melhor refrear a excitação.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

 

'SMF 2.0.2 | SMF © 2011, Simple Machines'
Based on imPulse2 design by BlocWeb