Clube Nora Roberts

Por favor Entre ou registe-se.

Autor Tópico: Origin in Death  (Lida 6169 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #30 em: Maio 10, 2011, 05:59:03 am »
Sobre o Origin, bem... não sei muito bem o que pensar. Gostei bastante do livro.
Mas foi um caso um bocado macabro. Até arrepiante. Nunca poderia imaginar que por trás de uma respeitada clínica de reconstrução corporal, haveria uma conspiração para clonar seres humanos dotados de certas características.
Imaginem o meu espanto quando estou a ler e aparecem 3 suspeitas totalmente iguais! Fiquei certamente surpreendida.
Pode ser de mim, mas eu não gostei muito da maneira como a autora abordou o caso. Ou melhor, ela avançou com o tema um bocado depressa demais. O início do caso, com o homicídio do Icove Sr. começou muito bem. Fiquei curiosa com o facto de ele parecer um ser-humano sem qualquer falha, sem nada a apontar. Nunca fez nada de mal na vida dele? Irreal, não é?
Como a Eve diz, ninguém é assim tão limpinho. Mesmo que a única coisa que se tenha no registo durante 70 anos seja uma multa por estacionar mal, isso já significa que não se é 100% limpo.
Ora, a autora conseguiu muito bem isso, com a personagem do pobre Doutor, que tinha excessivo tempo livre e adorava a sua família. Até que a Eve começa a desconfiar dele e das acções tão inocentes. Depois, o Icove Jr. morre e aí as coisas já se começam a suceder umas às outras.
As revelações começam a aparecer todas em catadupa e o leitor já começa a sentir a cabeça à roda com tanta ramificação neste caso.
Eu, particularmente até pensei que isto não é o hábito na autora - ela tem sempre uma maneira muito ponderada e vagarosa de tratar os casos, até mesmo aqueles que são "high profile".

No entanto, senti exactamente o contrário neste. Acho que este caso, que abordava uma temática tão interessante, merecia ter sido lidado com mais calma e melhor estruturado.
A partir do momento em que a Eve vai à escola e encontra a presidente morta, o caso parece que lhe foge das mãos. Não tem verdadeiramente um final. Pareceu tudo tratado às três pancadas.
Acho que a autora apenas tinha o desejo de acabar com aquela instituição e está a andar dali para fora. Só no fim é que se soube que o Wilfred Icove Senior também tinha clones vivos e que ele tinha sido morte pelo seu parceiro que deveria estar morto desde as Urban Wars. Mas enfim, no penúltimo capítulo é que estas coisas são ditas num único parágrafo.
E o caso aparece resolvido quando o Centro explode todo. Bem, ok - também fico contente por aquilo ter explodido, mas acho que ela poderia ter aproveitado elementos interessantes dali. Então e as crianças que lá estavam? E as crianças que viviam nas escolas?

Enfim, sendo esta uma temática altamente vasta e complicada, penso que ela poderia ter aproveitado melhor o tema. Ou então, limitar o tema até certo ponto, para depois não deixar partes à deriva.

Quanto à parte mais pessoal do livro, sobre as nossas queridas personagens:
Adorei que o Roarke convidasse a família toda para o dia de Acção de Graças. Bem, verdade seja dita que excepto a Sinead, eu não consegui saber muito bem quem era quem. Eles são tantos. É que ele tem 3 tios. E os tios tem uma catrefada de filhos! E os filhos, já tem filhos! É mesmo uma família irlandesa no seu melhor.  ;D
Adorei a Eve a entrar em casa e ver a casa invadida com montes de gente a falar com o sotaque que ela tanto adora e admira.

E a Peabody e o McNabb que queridos - já vão ver a família um do outro! Iupiii, finalmente!
Só agora é que me lembrei de comentar isto. Já há imensos livros que ando para comentar isto: o Feeney, o Roarke e o Ian são todos irlandeses. E todos em gerações uma a seguir à outra.. Sempre adorei este pormenor. A autora tem mesmo uma panca grande, hein?!

Por último, estou mesmo para apostar que a Mavis tem o filho no Memory, visto que vai ser um livro dedicado às mães - sejam elas boas ou más!
Filipa Moreno.


Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.946
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Origin in Death
« Responder #31 em: Maio 10, 2011, 16:59:04 pm »
Pode ser de mim, mas eu não gostei muito da maneira como a autora abordou o caso.
No entanto, senti exactamente o contrário neste. Acho que este caso, que abordava uma temática tão interessante, merecia ter sido lidado com mais calma e melhor estruturado.
Enfim, sendo esta uma temática altamente vasta e complicada, penso que ela poderia ter aproveitado melhor o tema. Ou então, limitar o tema até certo ponto, para depois não deixar partes à deriva.

Exacto! É um tema muito complicado, com muitas ramificações que foi tratado de forma fácil demais. Mesmo para a Eve. Parece que a autora resolveu tudo só por resolver, porque tinha de ser resolvido e então vamos lá explodir o Centro e a Eve já sabe tudo... Irreal, muito mal tratado e não me convenceu.

Tive muita pena das irmãs, aquelas que o Roarke ajudou a fugir. Pode ser que voltem a aparecer...

Por último, estou mesmo para apostar que a Mavis tem o filho no Memory, visto que vai ser um livro dedicado às mães - sejam elas boas ou más!

Não, o bebé da Mavis nasce no Born, outra história algo atamancada, em que as ligações dos personagens não me convenceu. O Memory é uma seca, desinteressante como tudo. Depois de tantos títulos seguidos super empolgantes, este foi um balde de água fria. Valeu apenas pelo Natal do Roarke e da Eve.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #32 em: Maio 10, 2011, 19:37:06 pm »
Ahh, pois é! Tinha-me esquecido que haveria um título chamado Born!  :P
Nem sei quando é que vou ler o Memory! Estou a ganhar coragem! Mas melhor se calhar é despachar já esse!
Filipa Moreno.


Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.946
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Origin in Death
« Responder #33 em: Maio 10, 2011, 19:38:23 pm »
Nem sei quando é que vou ler o Memory! Estou a ganhar coragem! Mas melhor se calhar é despachar já esse!

Já que chegaste aqui, despacha lá a série. Depois podes dedicar-te a descobrir outras e tens tudo em ordem. ;)
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #34 em: Maio 15, 2011, 22:37:33 pm »
Já estou a ler o Memory in Death e a antologia Haunted in Death, leio quando acabar de ler o livro.
Está-se mesmo a ver que aquela interesseira da Trudy Lombard quer dinheiro.  >:(
« Última modificação: Maio 16, 2011, 04:15:26 am por fapmoreno »
Filipa Moreno.


Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.946
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Origin in Death
« Responder #35 em: Maio 16, 2011, 04:49:21 am »
Está-se mesmo a ver que aquela interesseira da Trudy Lombard quer dinheiro.  >:(

Pois claro. É tão falsa!

Mas o Roarke sabe bem lidar com ela. Ah que homem este!
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #36 em: Maio 16, 2011, 04:53:53 am »
Fiquei logo com um mau pressentimento quando ela apareceu lá no escritório da Eve.
Spoiler (click to show/hide)
Filipa Moreno.


Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.946
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Origin in Death
« Responder #37 em: Maio 16, 2011, 05:00:38 am »
A Eve lembra-se que esteve em famílias de acolhimento. Tanto que se lembra logo dessa fulana que aparece agora.

A autora nunca se focou na vida da Eve sem ser no pai dela, por isso percebo que agora estejas assim com esta descoberta. Não me lembro como reagi e, realmente, não te sei dizer se a autora já tinha mencionado antes as famílias de acolhimento... Assim como a mãe da Eve também é um assunto que nunca foi muito desenvolvido, só o pai é que foi.

A única coisa boa neste livro é saber um pouco mais da "sobrevivência" da Eve na infância e adolescência, mesmo sendo só coisas más.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #38 em: Maio 16, 2011, 05:06:28 am »
Não fiquei tão chocada como seria de esperar até porque já sabia mais ou menos que o livro se iria focar nestes aspectos, mas mesmo assim, ainda fiquei boquiaberta.
Como ainda não li muito, só li 5 capítulos, não sei muito. Mas ela já contou umas coisas ao Roarke que me deixaram com arrepios.
Ela fechava-a dentro de um quarto e obrigava-a a limpar a cozinha com uma escova de dentes? Só me apetece chamar-lhe canalha e outros nomes tais!

No entanto, como dizes, acho que a época natalícia vai ser o ponto forte.. Já não me lembro qual foi o livro em que se vê o primeiro Natal deles, será que foi no Conspiracy (?) [...] Mas o facto de eles terem começado com a tradição deles de porem uma árvore de Natal no quarto deles é mesmo querida!
E depois ver o Roarke a entusiasmar-se sempre e a pôr uma árvore de Natal quase em todas as divisões da casa...  ;D
Filipa Moreno.


Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.946
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Origin in Death
« Responder #39 em: Maio 16, 2011, 21:38:14 pm »
E depois ver o Roarke a entusiasmar-se sempre e a pôr uma árvore de Natal quase em todas as divisões da casa...  ;D

Já sabes como é o Roarke, faz a festa sozinho! Para a Eve!
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #40 em: Maio 16, 2011, 22:01:03 pm »
Bem, entretanto hoje já estou no capítulo 9 e não estava nada à espera que a Trudy fosse passar a ser a vítima!

Sónia, do que é que não gostaste no livro, mais pormenorizadamente?
Filipa Moreno.


Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 27.946
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Origin in Death
« Responder #41 em: Maio 16, 2011, 22:23:06 pm »
A história não é nada de especial, é uma leitura não tão fluida e interessante como os anteriores... Não há nada em especial, acho que é tudo, no geral, que me faz desgostar deste livro. E não sou só eu, conheço uma rapariga que é ainda mais apanhada que eu pela série e concorda que o Memory não é nada de especial.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #42 em: Maio 16, 2011, 23:03:08 pm »
Concordo que não é tão intenso, como foi por exemplo o Visions, ou o Portrait, mas até acho que se lê bem. Da parte que já li. Não quer dizer que quando chegar ao fim não tenha outra perspectiva.
Não tem tantas emoções importantes, nem dá aquela sensação de querermos acabar o livro porque estamos entusiasmadas para saber mais. Lê-se com mais vagar, mas o caso até agora parece interessante.
Filipa Moreno.


Offline fapmoreno

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 20.599
  • live the life you love, love the life you live
    • Ver Perfil
    • O Labirinto dos Livros
Re: Origin in Death
« Responder #43 em: Maio 17, 2011, 22:31:48 pm »
Tenho de reconhecer que tens alguma razão... Mais tarde já deixo aqui o achei do livro.
Filipa Moreno.


Mafi

  • Visitante
Re: Origin in Death
« Responder #44 em: Novembro 04, 2011, 18:57:13 pm »
Bem tenho vindo a ler os livros e ja comecei este, o prólogo é que já me deixou triste  :(

 

'SMF 2.0.2 | SMF © 2011, Simple Machines'
Based on imPulse2 design by BlocWeb