Clube Nora Roberts

Por favor Entre ou registe-se.

Autor Tópico: Fredrik Backman  (Lida 571 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Fredrik Backman
« em: Junho 10, 2017, 09:56:28 am »
Vindo da Suécia mas longe de ser um policial como os que têm despertado tanto interesse:

Um Homem Chamado Ove





À primeira vista, Ove é o homem mais rabugento do mundo. Sempre foi assim, mas piorou desde a morte da mulher, que ele adorava. Agora que foi despedido, Ove decide suicidar-se. Mal sabe ele as peripécias em que se vai meter. Um jovem casal recém-chegado destrói-lhe a caixa de correio, o seu amigo mais antigo está prestes a ser internado a contragosto num lar, e um gato vadio dá-se a conhecer.

Ove vê-se obrigado a adiar o fim para ajudar a resolver, muito contrariado, uma série de pequenas e grandes crises. Este livro simultaneamente hilariante e encantador fala-nos de amizades inesperadas e do impacto profundo que podemos ter na vida dos outros.



*************


A minha singela opinião:
Ove é muito resmungão! Dá vontade de rir quando é um personagem de um livro, mas se fosse real, daria vontade de esganá-lo. LOL

Ove foi um personagem muito singular que me fez rir e comover. A sua devoção à esposa, Sonja, já falecida, a dedicação às suas rotinas e a forma como se deixou levar por um gato vadio e pelos novos vizinhos, que incluem uma grávida mandona e o seu marido esgalgado, foi uma delícia de ler. Mesmo numa noite muito mal dormida em que o cérebro não descansava, Ove foi uma distração muito bem vinda.

Decididamente, este é um livro que vale a pena.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline veruska

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 11.434
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #1 em: Junho 11, 2017, 19:52:48 pm »
Também já foi adaptado ao cinema.


http://www.imdb.com/title/tt4080728/

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #2 em: Junho 12, 2017, 09:10:56 am »
Saiu cá em Portugal?
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline veruska

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 11.434
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #3 em: Junho 12, 2017, 09:40:25 am »
Saiu cá em Portugal?

Saiu sim, mas muito despercebido.

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #4 em: Junho 13, 2017, 08:18:00 am »
Oh que pena, gostava de ter visto...
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #5 em: Abril 09, 2018, 17:21:31 pm »
Livro novo a 19-04-2018 e eu quero.

A Minha Avó Pede Desculpa



Elsa tem sete anos de idade, quase oito, e é diferente. Para já, tem como melhor - e única - amiga a avó de setenta e sete anos de idade, que é doida: não levemente taralhoca, mas doida varrida a sério, capaz de se pôr à varanda a tentar atingir pessoas que querem falar sobre Jesus com uma arma de paintball, ou assaltar um jardim zoológico porque a neta está triste. Todas as noites, Elsa refugia-se nas histórias da Avozinha, cujo cenário é o reino de Miamas, na Terra-de-Quase-Acordar, um reino mágico onde o normal é ser diferente.

 Quando a Avozinha morre de repente e deixa uma série de cartas a pedir desculpa às pessoas que prejudicou, tem início a maior aventura de Elsa. As cartas levam-na a descobrir o que se esconde por detrás das vidas de cada um dos estranhíssimos moradores de um prédio muito especial, mas também à verdade sobre contos de fadas, reinos encantados e a forma como as escolhas do passado de uma mulher ímpar criam raízes no futuro dos que a conheceram.

A minha avó pede desculpa é uma belíssima história, contada com o mesmo sentido de humor e a mesma emoção que o romance de estreia de Fredrik Backman, o bestseller internacional Um homem chamado Ove.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #6 em: Junho 08, 2018, 15:58:05 pm »
Esta semana li "A Minha Avó Pede Desculpa".

Deste autor, gostei muito mais de "Um Homem Chamado Ove". Se eu soubesse que este livro tinha um toque de fantasia à Crónicas de Nárnia, não o teria lido. Foi uma parte do livro que não gostei mesmo nada.

Com exceção da parte fantástica, adorei a pequena Elsa, tem uma piada tão grande! LOL Também gostei como se vai conhecendo os outros moradores do prédio e as ligações entre si. Achei emotivo que a Avozinha deixasse cartas a todos, todas as cartas com um toque pessoal de desculpas. E que Avozinha aquela, completamente doida, mas tão engraçada e fez muito por muita gente.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline isa_correia

  • Global Moderator
  • Bibliófilo
  • *****
  • Mensagens: 12.771
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #7 em: Julho 05, 2018, 14:24:11 pm »
Finalmente comecei a ler o "Um homem chamado Ove"
Jinhos e boas leituras
Isa

"A solidão não existe para o intelectual, para o homem que pensa e lê. Todos podem temê-la, menos ele o homem habituado a encontrar dentro de si o mundo."

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #8 em: Julho 05, 2018, 16:18:13 pm »
Finalmente comecei a ler o "Um homem chamado Ove"

Esse sim, vale a pena.  ;) Espero que gostes.
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline isa_correia

  • Global Moderator
  • Bibliófilo
  • *****
  • Mensagens: 12.771
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #9 em: Julho 09, 2018, 16:05:45 pm »
Finalmente comecei a ler o "Um homem chamado Ove"

Esse sim, vale a pena.  ;) Espero que gostes.

Gostei tanto
Que homem rabugento mas dei por mim a sorrir uma serie de vezes ao longo do livro.
Entre as resmunguises de Ove, o gato vadio, as lembranças deliciosas com a Sonja, e a sua vizinha gravida e mandona e as filhas este livro é cheio de personagens ternurentas.
Adorei a forma como o Ove tão rigido nas suas regras e rotinas, aceita e até defende as pessoas diferentes, assim como o Jimmy e o Amel.

Sinceramente um livro que vale mesmo a pena.
Jinhos e boas leituras
Isa

"A solidão não existe para o intelectual, para o homem que pensa e lê. Todos podem temê-la, menos ele o homem habituado a encontrar dentro de si o mundo."

Offline sonia.cristina

  • Bibliófilo
  • ******
  • Mensagens: 28.085
  • Recicla. O mundo é o nosso jardim.
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #10 em: Julho 10, 2018, 08:57:10 am »
Fico tão contente que tenhas gostado. Claro que se Ove fosse uma pessoa real, dava vontade de matá-lo, mas isso é só um aparte.  ;D ;D ;D
You never needed to hear my thoughts, Gray, because you always listened to my heart.
Dillon to Gray, in Eternal Beast, by Laura Wright

Offline isa_correia

  • Global Moderator
  • Bibliófilo
  • *****
  • Mensagens: 12.771
    • Ver Perfil
Re: Fredrik Backman
« Responder #11 em: Julho 11, 2018, 10:48:45 am »
Fico tão contente que tenhas gostado. Claro que se Ove fosse uma pessoa real, dava vontade de matá-lo, mas isso é só um aparte.  ;D ;D ;D

Completamente! Mas a mim fez-me rir, e aquela vizinha gravida dele também era o maximo. Ter uma vizinha assim sempre a entrar-me pela casa adentro também não sei se ia gostar...
Jinhos e boas leituras
Isa

"A solidão não existe para o intelectual, para o homem que pensa e lê. Todos podem temê-la, menos ele o homem habituado a encontrar dentro de si o mundo."

 

'SMF 2.0.2 | SMF © 2011, Simple Machines'
Based on imPulse2 design by BlocWeb